Pedágio começa a ser cobrado na BR-135, no Norte de Minas

Tarifas entram em vigor à zero hora de segunda-feira (1º/4) com valores de R$3,60 para motos; R$7,20 para carros de passeio e R$ 7,20 o eixo comercial

Eco135/Divulgação

A Eco135, concessionária que venceu no ano passado a licitação do lote de rodovias de Montes Claros, em Minas Gerais, iniciará no próximo dia 1º de abril a cobrança da tarifa de pedágio em seis praças de arrecadação, sendo cinco na BR-135 e uma na LMG-754. 
Segundo a empresa, o contrato de Concessão SETOP 004/18, firmado com o Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas, prevê início da operação de suas praças de pedágio à zero hora do dia 1º de abril de 2019.

Tarifas

Os valores cobrados em todas as praças de pedágio serão de R$ 3,60 para motocicletas, R$ 7,20 para veículos de passeio e R$ 7,20 para veículos comerciais por eixo. A cobrança será feita nos dois sentidos das vias.

Localização
As praças de pedágio estão localizadas nos seguintes quilômetros:

Praça 1 – BR-135, km 399 (Montes Claros)

Praça 2 – BR-135, km 466 (Bocaiuva)

Praça 3 – BR-135, km 523 (Buenópolis)

Praça 4 – BR-135, km 583 (Corinto)

Praça 5 – BR-135, km 634 (Curvelo)

Praça 6 – LMG-754, km 25 (Curvelo)

Concorrência

O critério da concorrência na época foi a maior oferta de outorga da concessão, sem um valor mínimo. O objeto da concessão foi o trecho de 301 quilômetros da BR-135, entre o entroncamento com a BR-040 e o entorno de Montes Claros; cerca de 40 quilômetros da rodovia de ligação LMG-754, entre Curvelo e Cordisburgo, e uma extensão de 22,6 quilômetros da MG-231, que fica em Curvelo.

A Eco135 deverá investir R$ 1,1 bilhão nos primeiros cincos anos da concessão, sendo a maior fatia em duplicações. Esse total representa mais de 60% do total a ser investido nos 30 anos da concessão.

Estradas



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.