Nacional de Pirapora é o único do Norte de Minas no Campeonato Mineiro Amador

O Esporte Clube Nacional, de Pirapora, é o único representante da região Norte na nova promoção da Federação Mineira de Futebol (FMF). Está na disputa do Campeonato Mineiro Amador, que foi aberto no último fim de semana, com a fase eliminatória. O time foi a Turmalina e saiu derrotado pelo Saudade FC por 2x1. O gol foi marcado por Felipe.

Nacional antes do jogo contra o Saudade, na estreia em Turmalina (Fotos: Divulgação)


No jogo de volta, domingo que vem (5/5), no Estádio Municipal Otaviano Alkmin, em Pirapora, terá que vencer por dois ou mais gols de diferença para se classificar direto para a fase de grupos. Se for por apenas um gol de vantagem, a vaga será decidida nos pênaltis.

O mineiro de Futebol Amador é aberto aos clubes campeões das ligas municipais da região metropolitana e do interior. Tem 48 participantes. Os 24 classificados na fase eliminatória serão divididos em grupos de 4 equipes na sequência da competição.

Herdada

No caso do Nacional, a vaga veio a partir da desistência do Barreiro, que venceu o título amador de Pirapora de 2018, mas alegou restrição financeira para não entrar no Estadual. Na condição de vice-campeão, o Nacional herdaria a vaga e aceitou o desafio, como conta seu presidente, Bruno Novais, que conversou com a VENETA nesta semana. A FMF subsidia o transporte e os clubes são responsáveis pelas demais despesas.


Origem do grupo que assumiu o Nacional vem do futsal

Segundo ele, a preparação para o Mineiro teve início há dois meses, com treinos e amistosos. O time foi montado com a base do ano passado, mas buscou reforços em outras equipes amadoras locais e da região, inclusive de Montes Claros (Galego e Rafael Barriga).

Origem do grupo que assumiu o Nacional vem do futsal


O Nacional foi fundado há mais de 30 anos, mas até 2018 estava desativado. Bruno procurou o então proprietário para assumi-lo e passou a acumular as funções de dirigente e de treinador. A base do time veio do “Baba da Galera”, que começou como uma pelada de amigos e depois se tornou time de futsal que foi bicampeão piraporense em 2017 e no ano passado.

“Nossa turma de pelada tinha o time de futsal e fomos campeões em dois anos seguidos. A galera resolveu assumir mais um desafio e entrar na disputa do Campeonato Amador, mas pra isso era preciso ter um clube registrado na Liga e o nosso não era”, explicou Bruno.

Segundo ele, o dono do Nacional ofereceu ajuda e passou o comando do clube para que fosse regularizado e entrasse no Amador.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.