Responsive Ad Slot

Últimas notícias

latest

Buritizeiro desponta em 3° e 9° lugares nos rankings mineiro e nacional do reflorestamento

12/05/2020

/ by UPira
A silvicultura é o cultivo de florestas através do manejo agrícola, a fim de produzir madeiras e outros derivados para satisfazer as necessidades do mercado e, ao mesmo tempo, promover o uso racional das florestas. O termo provém do latim “silva” (floresta) e cultura (cultivo de árvores).

Foto: ASCOM

A importância econômica, social e ambiental do setor é reconhecida, gerando empregos, renda e impostos, contribuindo ainda para conter o ritmo de desmatamento no país. É a substituição da extração em florestas nativas pelo avanço da silvicultura - reflorestamento na produção de carvão vegetal, lenha, madeira em tora e celulose (matéria-prima para a produção de papel).

Hoje, o manejo de florestas plantadas responde por 500 mil empregos diretos e indiretos no Brasil. As florestas plantadas estão localizadas principalmente em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. Um grupo formado por 60 municípios responde por mais de 70% da produção reflorestal brasileira.

Números expressivos em Buritizeiro

Telêmaco Borba, no Paraná, tem o maior valor de produção reflorestada do Brasil (somando um faturamento global de R$ 326,9 milhões), à frente de Três Lagoas (MS). Brasilândia (MG) e João Pinheiro (MG) estão em 5° e 6° lugares neste ranking nacional. Na 9° posição aparece Buritizeiro (MG), que desta maneira ocupa o posto de 3° maior produtor de itens reflorestais em Minas Gerais.

O último levantamento do Governo estadual/SEAPA aponta que o setor de silvicultura segue avançando, atraindo novos investimentos, gerando postos de trabalho e faturamento em Buritizeiro. Em 2016, eram 70 mil hectares ocupados e 179 mil toneladas de carvão produzidas anualmente, subindo para 75,5 mil hectares e 193 mil toneladas em 2018.

Prefeito apoia força econômica do setor

Além de R$ 109,9 milhões acumulados com a produção de carvão vegetal, o reflorestamento buritizeirense produziu 1.150 m3 de lenha e mais 270,2 mil m3 de madeira em tora (volume avaliado em R$ 14,9 milhões). Assim, Buritizeiro faturou no ano passado um total de R$ 124,8 milhões em carvão, lenha e madeira em tora provenientes do reflorestamento.

O Prefeito Jorge Humberto Rodrigues – “Jorjão” coloca a silvicultura (extrativismo vegetal) ao lado da pecuária, do agronegócio/soja e café, da agricultura familiar, dos potenciais turístico e energético/solar como as grandes forças econômicas de Buritizeiro. “Eles também contam com incentivos fiscais do município para atrair mais investidores, aumentar as produções e diretamente beneficiar o município, com mais ofertas de empregos, impostos e circulação de recursos”, detalhou.

Poderio econômico crescente

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o valor da produção, fretes e tributos totalizados pelo setor cresceu bastante nos últimos 10 anos, somando R$ 16,3 bilhões. Os dados constam da pesquisa “Produção da extração vegetal e silvicultura (PEVS), divulgada pelo órgão em 2018.

O reflorestamento continua impulsionando o desenvolvimento sócio-econômico de vários municípios e estados produtores de diversos insumos florestais. Neles, os produtos florestais madeireiros, frutos de extrativismo, vem gradualmente perdendo espaço para a silvicultura.

Carvão vegetal e eucalipto

O carvão vegetal da silvicultura teve o maior peso no crescimento do valor da produção florestal, por conta da recuperação do desempenho das indústrias metalúrgica e siderúrgica nos últimos 4 anos. Tais indústrias são os maiores mercados consumidores desses produtos, utilizados para consumo energético. Minas Gerais concentra 84,1% da produção nacional de carvão vegetal reflorestado.

Nas áreas reflorestadas em 3.488 municípios, o eucalipto tem 76,2% do total plantado, bem à frente do pinus, do mogno e da seringueira. Em 1966, a área cultivada com eucalipto no País era de apenas 400 mil hectares. Graças aos incentivos fiscais, saltou para 3 milhões de hectares, informa a SBS/Sociedade Brasileira de Silvicultura. Atualmente, o Brasil é o maior produtor mundial de celulose obtida do eucalipto.

Ascom/ PMB

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© all rights reserved
made with by templateszoo