Responsive Ad Slot

Últimas notícias

latest

Sudene aponta projeto da Liasa com recursos do FDNE

29/03/2021

/ by UPira

 Por Girleno Alencar/ Gazeta NM

A Liasa, sediada em Pirapora, foi a única empresa da área mineira da Sudene que teve uma carta consulta aprovada para receber os recursos do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE)  em 2020. A empresa recebeu R$ 108,7 milhões dos R$ 1 bilhão aplicados em toda área da Sudene e destinado a 11 empresas, segundo balanço divulgado pela autarquia, em empreendimentos localizados nos estados da Bahia, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco e Sergipe e estão relacionados à indústria metalúrgica, automotiva e moveleira, em um total de quatro projetos, além de sete empreendimentos de energia. 


A participação do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), no valor de R$ 1 bilhão, corresponde a cerca de 37% do investimento total de R$ 2,6 bilhões, projetado pelas empresas. Até o final do ano, estavam em análise oito consultas prévias (sete de energia) relativas a projetos com investimento total de R$ 1,7 bilhão, cuja participação do FDNE pode chegar a R$ 960 milhões.

Quanto às liberações, o FDNE registrou o repasse de, aproximadamente, R$ 334,19 milhões para empreendimentos de energia do Rio Grande do Norte. 

O ano de 2020 também foi marcado pela aprovação e contratação de seis projetos do setor de Infraestrutura (energia), todos no estado do Rio Grande do Norte, cujos financiamentos do Fundo somam R$ 694,8 milhões. No final do ano, dois projetos de energia eólica, localizados na Bahia, somavam financiamentos de R$ 339,89 milhões do FDNE e estavam em fase de tramitação junto aos agentes operadores.

A Coordenação-Geral de Fundos de Desenvolvimento e de Financiamento (CGDF) informa que desde sua criação, “o FDNE financiou projetos que somam, a preços correntes, R$ 25,9 bilhões, com participação do Fundo de R$ 9,5 bilhões, revelando que cada R$ 1,00 de recursos liberados pelo Fundo atraiu R$ 1,72 de investimentos para a região, cumprindo, assim, seu papel de atrair investimentos e alavancar negócios, inclusive de grupos internacionais”. 

Entre os setores, o destaque foi para infraestrutura, em especial a geração e distribuição de energia eólica, “consolidando o Nordeste como responsável por mais de 85% da produção eólica nacional, volume suficiente para atender 90% da demanda de energia da região em 2019”, segundo dados da Associação Brasileira de Energia Eólica.

De 2008 para cá, o FDNE vem apoiando 41 projetos distribuídos em oito estados da área de atuação da Sudene, totalizando R$ 9,52 bilhões em operações de crédito e R$ 7,84 bilhões (82%) em desembolso. 91% desses recursos são destinados aos setores de infraestrutura (energia, transporte e saneamento), além da indústria automotiva, na qual se destacam os projetos da Transnordestina e da FIAT, que, juntos, representam 61% dos valores contratados do FDNE.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© all rights reserved
made with by templateszoo