Responsive Ad Slot

Últimas notícias - usar latest

Blitz Educativa: HUCF, GRAPPA E MGG se unem contra o preconceito às IST/Aids

02/12/2021

/ by UPira


Por Ascom/HUCF

Despertar na comunidade os cuidados e chamar a atenção para a importância da prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s)/Aids. Esse é um dos principais objetivos da Blitz Educativa sobre o Dia Mundial da Luta contra a AIDS: “Preconceito, o pior sintoma” que acontece nesta quarta-feira (1º/12) de 8h às 10h, em frente ao HUCF, localizado à Avenida Cula Mangabeira, 562, bairro Santo Expedito.


A iniciativa é do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), do Grupo de Apoio à Prevenção e aos Portadores de Aids (GRAPPA) e do Movimento LGBTQ+ dos Gerais (MGG) que se uniram, mais uma vez, na luta contra as ISTs/Aids. A ação conta ainda com o apoio da Empresa Municipal de Planejamento, Gestão e Educação em Trânsito e Transportes de Montes Claros (MCTrans).

Durante a ação de conscientização, serão distribuídos kits de prevenção e panfletos educativos aos motoristas, motociclistas e pedestres que passarem em frente ao HUCF. A iniciativa faz parte do “Dezembro Vermelho”, mês dedicado a esclarecer toda a comunidade sobre a importância da prevenção às IST’s, alertar para os cuidados necessários e chamar a atenção para os números de pessoas infectadas com Sífilis, HIV/Aids e outras doenças infectocontagiosas. “Dezembro Vermelho demonstra a nossa preocupação com às IST’s durante todo. Somos referência e não podemos deixar de contribuir e participar com as ações propostas por parceiros tão importantes nessa luta como o GRAPPA e o MGG”, pondera a Superintendente do HUCF, Príscilla Izabella Fonseca Barros de Menezes.

Dezembro Vermelho marca a mobilização mundial de prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos das pessoas infectadas com o vírus HIV/AIDS e outras IST’s. No Brasil, a campanha surgiu a partir da Lei Federal 13.504, de 7/11/2017, e dá sequência às ações do Dia Mundial da Luta contra a AIDS, celebrado em 1º de dezembro pelo mundo desde 1988.


Referência

O Hospital da Unimontes é referência no atendimento às Infecções Sexualmente Transmissíveis em Montes Claros e região. Os dados analíticos por Classificação Internacional de Doenças (CID) do setor de Controle de Qualidade/Estatística do HUCF apontam 40 novos casos de HIV e 50 casos de Sífilis e 4 outros casos de ISTs assistidos em todo o ano de 2020.

No comparativo entre janeiro e outubro do ano passado, para o mesmo período deste ano, os casos de Sífilis representaram um aumento de 12,5%. De 48 casos em 2020, o número de registros subiu para 55 este ano. Já os casos de HIV tiveram uma queda de 40%. Eram 37 no período de janeiro a outubro de 2020 para 22 no mesmo período de 2021. Em relação a outras IST’s, foram registrados dois casos entre janeiro e outubro do ano passado. No mesmo período deste ano, foram registrados cinco no mesmo período deste ano. Crescimento de 150%.

GRAPPA

Em dezembro, o GRAPPA completará 29 anos de fundação com um histórico de mais de duas mil pessoas assistidas em todo o Norte de Minas. Embora o trabalho demonstre a qualidade na assistência, os números ainda preocupam. É o que revela levantamento feito pelo Grupo.

Até novembro de 2020, o Grappa registrou 19 novos casos de HIV/AIDS. A prevalência é de indivíduos do sexo masculino (16). Já no mesmo período do corrente ano, foram registrados 26 novos casos de HIV/AIDS, sendo 13 entre homens e 13 entre as mulheres. No comparativo entre os dois anos, o crescimento é de 36,84% nos chamados casos gerais.

O que chama a atenção nesta linha de tempo o aumento entre o sexo feminino, saltando de três para 13 casos de um ano para outro. Até o momento, o Grappa não registrou casos de Sífilis. ““Por ser o mês de combate à Aids, o Dezembro Vermelho vem para intensificar o trabalho de prevenção, promoção da saúde e conscientização acerca das ISTs que já é desenvolvido durante todo o ano pelo Grappa. Essas parcerias são de extrema importância uma vez que esse trabalho é como um trabalho de formiguinha, quanto mais pessoas divulgando, orientando,  levando informações, conseguimos atingir um público maior”, lembra a presidente Maurina Carvalho.lembra a presidente Maurina Carvalho.

MGG

O Movimento LGBTQ+ dos Gerais (MGG) foi fundado há 17 anos com um histórico de defesa da liberdade da orientação sexual, da promoção da cidadania da população LGBTQ+ e dos Direitos Humanos. “Temos feito um trabalho de prevenção as IST’s, e mesmo com todas as ações desenvolvidas, ainda é muito preocupante os números de pessoas que se contaminam, principalmente devido à falta de conscientização e uso de preservativos durante as relações sexuais. Por isso, a parceria com o GRAPPA e HUCF, para as ações do 

“Dezembro Vermelho”, é muito importante a luta e combate às IST’s, pois estamos do mesmo lado contra o preconceito e pela vida”, destaca o presidente do MGG, José Cândido De Souza Filho, popularmente conhecido como Candinho.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© all rights reserved
made with by templateszoo