Responsive Ad Slot

Últimas notícias - usar latest

HUCF alerta sobre Desnutrição Hospitalar

07/06/2022

/ by UPira

Os dados indicam que um em cada quatro pacientes internados em ambiente hospitalar está desnutrido

Por Ascom/HUCF

Fotos: Divulgação/ Equipe EMTN

Alertar a comunidade para a desnutrição hospitalar. Este é o objetivo de campanha desenvolvida no âmbito do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF) pela Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional (EMTN). As atividades da campanha serão intensificadas na próxima segunda-feira (6/6).

O dia 6 de junho é a data alusiva ao Combate à Desnutrição Hospitalar em todo o mundo e organizada no Brasil pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (Braspen), com o tema “Diga Não à Desnutrição”, desde de 2019. Dados da Braspen, de 2018, apontam que a desnutrição hospitalar atinge cerca de 60% dos pacientes internados, o que aumenta em quatro vezes o risco de lesão por pressão, elevando em três vezes o tempo de internação. Desta forma, a desnutrição  aumenta consideravelmente os custos hospitalares.

Membro da Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional do HUC, o enfermeiro Otávio Henrique Oliveira Macedo, reconhece que essa condição traz a necessidade de implementar de forma precoce a terapia nutricional. “Um dos exemplos desta condição é o efeito da perda de massa magra no desfecho de pacientes críticos, conforme demonstrado nos estudos científicos das Diretrizes em Terapia Nutricional (DITEN) de 2018. O HUCF possui uma equipe que abraça a causa, formada por enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, médicos, farmacêuticos e fonoaudiólogos”, explica Macedo.

Programação e estudo nacional – Entre as atividades marcadas para a próxima segunda, têm destaque a blitz educativa com a entrega de mais de 900 brindes, doados pelos parceiros Fresenius Kabi, Nestlé, Domic Saúde, treinamentos com bonecos e peças anatômicas, degustação de dietas enterais (para indivíduos que não podem ou não conseguem se alimentar totalmente, entre outras).

Em 1998, foi realizado o Inquérito Brasileiro de Avaliação Nutricional hospitalar (IBRANUTRI),  estudo multicêntrico em todo o território nacional, envolvendo 25 hospitais do Sistema Único de Saúde e 4 mil pacientes  avaliados. A pesquisa apontou uma prevalência de 48,6% de desnutrição, sendo que 12,7% eram desnutridos graves. Após 20 anos, o cenário é alarmante. As últimas pesquisas, realizadas em 2016, relatam aumento de 60% de desnutridos hospitalares. Os dados indicam que um em cada quatro pacientes internados em ambiente hospitalar está desnutrido. Idosos e pacientes com câncer têm o risco aumentado.

Números 

As estatísticas do HUCF revelam que os pacientes avaliados pela EMTN não são diferentes das estatísticas nacionais. 42,65% dos pacientes avaliados na admissão estão desnutridos e 49,32% apresentam risco nutricional. Os pacientes em risco nutricional, se não forem avaliados e acompanhados pela EMTN em conjunto com todos os outros profissionais da área da saúde, evoluirão para desnutrição, alerta a equipe. “A desnutrição é uma doença prevalente nos hospitais e, ao mesmo tempo, a condição menos diagnosticada e tratada. A EMTN criou um método minemônico (técnica que utiliza a criatividade e fortalece a memória para fixação de conteúdos) com a palavra “metas” e compõe as cinco ações importantes para combater a desnutrição hospitalar dentro da realidade do HUCF”, enumera Otávio Macedo.

Monitoramento com anotações da aceitação de dietas; Estase gástrica verificada, somente quando necessário; Terapia nutricional precoce; Abreviação do tempo de jejum e sondagem enteral e Sondas enterais sem obstrução.                                

Para a realização das ações que alertam sobre a desnutrição hospitalar, profissionais de diversos setores do HU estão mobilizados, como os nutricionistas Ana Paula Cruz Amaral, Danielle Aguiar Vita, Janice Mendes Stuart, Maria Teresa Silva Antunes e Rosani Silveira Pereira Guimarães; a médica Juliana de Fátima Couto Guimarães, a fonoaudióloga Aparecida Barbosa Rocha e Dias, Cléia Maria Almeida Prado (farmacêutica), a técnica em enfermagem, Gerusa dos Santos Ramos, bem como o enfermeiro Otávio Henrique Oliveira Macedo.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© all rights reserved
made with by templateszoo